Chega de ser macaco de auditório!

Chega de ser macaco de auditório!

terça-feira, 30 de junho de 2009

Tegucigalpa, venha cá!

"Pois o soberano é a alma pública, que
dá vida e movimento ao Estado” (HOBBES, 1974, p. 203).




Nisso todos temos que concordar com o Lula, golpe de estado na América do Sul não cabe mais...é um retrocesso, um desmando, um despautério...um sei lá oque!
Diriamos uma arbitrariedade quase futebolística, um ato maricas, um roubo da democracia. Estou passada, é por essas e outras que merece levar o nome de 3º mundo, nesse caso 4º, 5º dos infernos que te carregue com essa postura retrógrada.
Pronto falei...

O melhor de Shakspeare parte II

Sonho De Uma Noite De Verão
(William Shakespeare)






A obra de Shakespeare Sonho de Uma Noite de Verão é ambientada na Grécia mítica e conta-nos a história de seres élficos e personagens mitológicos descrevendo a magia e a realidade em uma só dimensão. Teseu, grande herói grego está para se casar com Hipólita, a rainha das amazonas. Nos dias que antecedem esse grande acontecimento em Atenas, Egeu, um pai aflito busca a orientação de Teseu para forçar sua filha Hérmia a casar-se com o jovem escolhido por ele, Demétrio. Hérmia, como está apaixonada por Lisandro, recusa-se a fazer a vontade do pai e por isso é ameaçada pela morte, conforme a lei ateniense que não dá à mulher direito de escolher o marido e pune com a morte a desobediência. Lisandro então resolve fugir com Hérmia para se casarem longe de Atenas, onde as penas da lei não os alcançarão. Marcam de se encontrarem em um bosque nos arredores de Atenas à noite. Hérmia, que sabe da paixão de sua amiga de infância Helena por Demétrio, resolve contar sobre a fuga para que amiga se anime e tente reconquistar Demétrio. Helena conta para Demétrio para provar-lhe sua fidelidade. Titânia é a rainha das fadas e habita o bosque. Oberon é o reio dos elfos e esposo de Titânia, porém os dois estão em conflito porque Titânia não quer entregar a Oberon um órfão indiano para lhe servir de pajem. Na mesma noite da fuga, Oberon e Titânia se encontram e disctem no bosque. nessa mesma noite vêm alguns artesão de atenas para ensaiar uma peça de teatro para apresentar no dia do casamento de Teseu. Oberon pede para que Puck, um elfo, que lhe traga a flor do amor perfeito, pois ele quer pingar o sumo dessa flor em Titânia que dorme para que ela, ao acordar, se apaixone pelo primeiro ser que vir. Enquanto isso, Demétrio veio até o bosque interromper a fuga de Hérmia e Lisandro e foi seguido por Helena que declara lhe sempre seu amor.Puck traz a flor e Oberon pinga sobre os olhos de Titânia e ainda pede a Puck que encontre o casal de atenienses e pingue sobre os olhos do moço o sumo da flor para que ele se apaixone por Helena. Puck ao encontrar os artesãos ensaiando assusta-os e transforma um deles em um monstro, dando-lhe a cabeça de um asno. Quando Titânia acorda, vê aquele monstro com cabeça de asno e se apaixona por ele. Depois Puck encontra Hérmia e Lisandro dormindo, e pensando que aquele é o ateniense de que Oberon falou, espreme-lhe o sumo nos olhos. Helena chega, vê o casal dormindo, Lisandro acorda e a vê e se apaixona por ela e a segue. Hérmia acorda sozinha e de repente chega Demétrio, que lhe declara seu amor. Oberon percebe que Puck espremeu o sumo no ateniense errado e pede para Puck colocar sobre os olhos de Demétrio que também se apaixona por Helena. Os dois , Demétrio e Lisandro, ficam brigando pela atenção de Helena que não compreende. Então os casais , cansados, deitam e Puck coloca o sumo sobre os olhos de Lisandro, que vê Hémia ao acordar e volta a se apaixonar por ela. Titânia é convencida por Oberon que está apaixonada por um asno e resolve entregar-lhe o menino indiano para que ele desfaça a magia.Nesse momento chegam ao bosque Teseu, Hipólita e Egeu em busca dos casais.Ao encontrá-los, Egeu quer a punição de Lisandro pela fuga e que Teseu decrete o casamento de Hérmia com Demétrio, porém Demétrio diz que ama Helena e não quer mais se casar com Hérmia. Então Teseu decide que as núpcias dos casais será no mesmo dia que ele se casará com Hipólita. Oberon e Titânia vão até o palácio de Teseu para abençoar o lugar em que os noivos irão morar. E Puck, que foi o que mais se divertiu com as confusões que ele provocou, diz que tudo aquilo não passou de um sonho de uma noite de verão.



Em DVD

Sonho de uma Noite de Verão (1999) Clique aqui e veja o trailler











Dois jovens apaixonados são impedidos de se casar e resolvem fugir. Mas eles terminam vivenciando uma noite mágica, rodeada por seres encantados que possuem uma estranha poção do amor. Com Kevin Kline, Michelle Pfeiffer, Rupert Everett, Sophie Marceau e Calista Flockhart.
























Deixa eu dizer, foi para isso que eu vim e você?



Deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso desta vida
preciso demais desabafar! (2x)

Suportei meu sofrimento
de face mostrada e riso inteiro
se hoje canto meu lamento
coração cantou primeiro
e você não tem direito
de calar a minha boca
afinal me dói no peito
uma dor que não é pouca
tem dó!

Deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso desta vida
preciso demais desabafar! (2x)

segunda-feira, 29 de junho de 2009

O melhor de Shakespeare - Othelo

e Ao final Othelo disse:

Speak of me as I am ! The one who loves not wisely but too well...


Otelo, o Mouro de Veneza (no original, Othello, the Moor of Venice) é uma obra de William Shakespeare escrita por volta do ano 1603. A história gira em torno de quatro personagens: Otelo (um general mouro que serve o reino de Veneza), sua esposa Desdemona, seu tenente Cassio, e seu sub-oficial Iago. Diferente de outras histórias de tragédias, esta não contém parte cômica. Por causa dos seus temas variados — racismo, amor, ciúme e traição - continua a desempenhar relevante papel para os dias atuais, e ainda é muito popular.

Toda história gira em torno da traição e da inveja. Inicia-se com Iago, alferes de Otelo, tramando com Rodrigo uma forma de contar a Brabâncio, rico senador de Veneza, que sua filha, a gentil Desdêmona, tinha se casado com Otelo. Iago queria vingar-se do general Otelo porque ele promoveu Cássio, jovem soldado florentino e grande intermediário nas relações entre Otelo e Desdêmona, ao posto de tenente. Esse ato deixou Iago muito ofendido, uma vez que acreditava que as promoções deveriam ser obtidas "pelos velhos meios em que herdava sempre o segundo o posto do primeiro" e não por amizades.

Brabâncio, que deixara a filha livre para escolher o marido que mais a agradasse, acreditava que ela escolheria, para seu cônjuge, um homem da classe senatorial ou de semelhante. Ao tomar ciência que sua filha havia fugido para se casar com o Mouro, foi à procura de Otelo matá-lo. No momento em que se encontraram, chegou um comunicado do Doge de Veneza, convocando-os para uma reunião de caráter urgente no senado.

Durante a reunião, Brabâncio, sem provas, acusou o Mouro de ter induzido Desdêmona a casar-se com ele por meio de bruxarias. Otelo, que era general do reino de Veneza e gozava da estima e da confiança do Estado por ser leal, muito corajoso e ter atitudes nobres, fez, em sua defesa, um simples relato da sua história de amor que foi confirmado pela própria Desdêmona. Por isso, e por ser o único capaz de conduzir um exercito no contra-ataque a uma esquadra turca que dirigia-se à ilha de Chipre, Otelo foi inocentado e o casal seguiu para Chipre, em barcos separados, na manhã seguinte.

"Othello e Desdemona em Veneza" por Théodore Chassériau (1819–1856)

Durante a viagem uma tempestade separou as embarcações e, devido a isso, Desdêmona chegou primeiro à ilha. Algum tempo depois, Otelo desembarca com a novidade que a guerra tinha acabado porque a esquadra turca fora destruída pela fúria das águas. No entanto, o que o Mouro não sabia é que na ilha ele enfrentaria um inimigo mais fatal do que os turcos.

Em Chipre, Iago que odiava a Otelo e a Cássio, começou a semear a sementes do mal, ou seja, concebeu um terrível plano de vingança que tinha como seus objetivo arruinar seus inimigos. Hábil e profundo conhecedor da natureza humana, Iago sabia que, de todos os tormentos que afligem a alma, o ciúme é o mais intolerável.

Ele sabia que Cássio, entre os amigos de Otelo, era o que mais possuía a sua confiança. Sabia também que devido a sua beleza e eloqüência, qualidades que agradam às mulheres, ele era exatamente o tipo de homem capaz de despertar o ciúme de um homem de idade avançada, como era Otelo, casado com uma jovem e bela mulher. Por isso, começou a realizar seu plano.

Sob pretexto de lealdade e estima ao general, Iago induziu Cássio, responsável por manter a ordem e a paz, a se embriagar e envolver-se em uma briga com Rodrigo, durante uma festa em que os habitantes da ilha ofereceram a Otelo. Quando o mouro soube do acontecido, destituiu Cássio de seu posto. Nessa mesma noite, Iago começou a jogar Cássio contra Otelo. Ele falava, dissimulando um certo repúdio a atitude do general, que a sua decisão tinha sido muito dura e que Cássio deveria pedir a Desdêmona que convencesse Otelo a devolver-lhe o posto de tenente. Cássio, abalado emocionalmente, não se deu conta do plano traçado por Iago e aceitou a sugestão.

Dando continuidade a seu plano, Iago insinuou a Otelo que Cássio e sua esposa poderiam estar tendo um caso. Esse plano foi tão bem traçado que Otelo começou a desconfiar de Desdêmona. Iago sabia que o Mouro havia presenteado sua mulher com um velho lenço de linho, o qual tinha herdado de sua mãe. Otelo acreditava que o lenço era encantado e, enquanto Desdêmona o possuísse, a felicidade do casal estaria garantida. Sabendo disso e após ter encontrado o lenço que Desdêmona perdera, Iago disse a Otelo que sua mulher havia presenteado o seu amante com ele. Otelo, já enciumado, pergunta a sua esposa sobre o lenço e ela, ignorando que o lenço estava com Iago, não soube explicar o que aconteceu com ele. Nesse meio tempo, Iago colocou o lenço dentro do quarto de Cássio para que ele o encontrasse.

Desdemona by Frederic Leighton.

Depois, Iago fez com que Otelo se escondesse e ouvisse uma conversa sua com Cássio. Eles falaram sobre Bianca, amante de Cássio, mas como Otelo que só ouviu partes da conversa, ficou com a impressão de que eles estavam falando a respeito de Desdêmona. Um pouco depois Bianca chegou e Cássio deu a ela o lenço que encontrara em seu quarto para que ela providenciasse uma cópia. As conseqüências disso foram terríveis: primeiro Iago, jurando lealdade a seu general, disse que, para vinga-lo, mataria Cássio, mas sua real intenção era matar Rodrigo e Cássio simultaneamente porque eles poderiam estragar seus planos. No entanto, isso não ocorreu conforme suas intenções, Rodrigo morreu e Cássio ficou apenas ferido.

Depois Otelo, totalmente descontrolado, foi a procura de sua esposa acreditando que ela o havia traído e matou-a em seu quarto. Após isso, Emília, esposa de Iago, sabendo que sua senhora fora assassinada revelou a Otelo, Ludovico (parente de Brabâncio) e Montano (governador de Chipre antes de Otelo) que tudo isso foi tramado por seu marido e que Desdêmona jamais fora infiel. Iago matou Emília e fugiu, mas logo foi capturado. Otelo, desesperado por saber que matara sua amada esposa injustamente, apunhalou-se, caindo sobre o corpo de sua mulher e morreu beijando a quem tanto amara.

Ao finalizar a tragédia Cássio passou a ocupar o lugar de Otelo, Iago foi entregue às autoridades para ser julgado e Graciano, uma vez que seu irmão Brabâncio morrera, ficou com os bens do mouro.


Assista em DVD

Othelo(1995)

Outra pessoa será promovida ao cargo de tenente? Só sobre o cadáver de Iago. E mais ainda, sobre os cadáveres de todos os envolvidos na trama de vingança de Iago. Ciúme, paixão, confiança traída: temas da monumental tragédia de Shakespeare que permeiam esta recente adaptação do escritor/diretor Olive Parker, Kenneth Branagh, Irene Jacob e Laurence Fishburne como o guerreiro Othello, que comandou exércitos, mas não o seu próprio coração, encabeçam o elenco neste conto ambientado na Veneza Renascentista. O mouro que "não amou sabiamente, mas intensamente" centraliza as atenções hoje e o fará por gerações, nesta versão interpretada e filmada sabiamente e brilhantemente.

domingo, 28 de junho de 2009

O Zoológico de Vidro de Tennessee Williams

Acabo de assistir uma entrevista da atriz Cássia Kiss na qual ela expõe seu último trabalho que é a peça que dá titulo ao post, fiquei muito interessada e resolvi compartilhar , fiquei também muito afim de ver a peça e quando estiver indo para meu Rio de Janeiro vou ver se consigo conferir...a promessa é grande !

O Zoológico de Vidro é uma peça teatral a partir de versão brasileira traduzida do original de Tennessee Williams "À Margem da Vida" (The Glass Menagerie) por Marcos Daud, tendo no elenco Cássia Kiss, Kiko Mascarenhas, Karen Coelho e Erom Cordeiro, sob direção de Ulisses Cruz. A montagem estreou em São Paulo, no SESC Consolação, no dia 16 de janeiro de 2009. Esta montagem comemora 30 anos de carreira da atriz Cássia Kiss.

Baseado no texto original de Tennessee Williams, O Zoológico de Vidro conta a história dos Wingfield, que moram num prédio de pequenos apartamentos num bairro afastado e pobre de Saint Louis, no Meio Oeste americano. A peça se passa nos anos 30, e é narrada por Tom (Kiko Mascarenhas), um poeta e escritor com ambições bem maiores do que simplesmente trabalhar num depósito de calçados, com idéia firme de se juntar à Marinha Mercante e ter um pouco de aventura em sua vida. Daí o personagem sempre sair às noites, dizendo que vai ao Cinema, como escapismo. Os demais personagens são apresentados por ele: Amanda (Cássia Kiss), sua mãe tão protetora que chega praticamente a sufocar, sua irmã Laura (Karen Coelho), uma moça extremamente tímida, manca e dona de uma coleção de bichinhos de vidro (o zoológico do título) e discos que o pai lhe deixou. Um quarto personagem, Jim O'Connor (Erom Cordeiro), é um colega de Tom no depósito de calçados, que Amanda intenciona que seja um pretendente para Laura. Há ainda um quinto personagem que não aparece na peça, mas que está estampado numa foto gigante. É o pai de Laura e Tom, que abandonou a família. Desta forma, os quatro personagens presentes lidam com suas realidades e sonhos, sendo que tudo se passa nas lembranças do narrador, Tom Wingfield.

"O zoológico de vidro" - Teatro Maison de France. Av. Presidente Antônio Carlos 58.
Tel: 2544-2533 / Central de vendas: 3235-8545.
Sex e sáb, 20h; dom, 19h. Sex, R$ 30; Sáb e dom, R$ 60

sábado, 27 de junho de 2009

Gentelesa no GNT é HOJE!

Não se esqueçam começa hoje a história dessa família irreverente que lida com as questões da sustentabilidade com leveza e humor.
GNT 21:00h
na NET canal 41

recapitulando o Post:

Gente Lesa
A série mostra como encaramos assuntos ligados à cidadania, responsabilidade sócio-ambiental e ética. O ponto central é uma família (o pai esperto, a mãe fútil, o filho consumista e a filha cheia de manias), a estagiária comprometida com a causa e a empregada que traz o mundo real pra discussão
sábado - dia 27 /6 às 21h00
domingo - dia 28 às 04h00, 14h00

O Poeta do nosso tempo!

O que faz voce feliz? (Arnaldo Antunes)


O que faz vc feliz?
A Lua, a praia, o mar.
Uma rua, passear.
Um doce, uma dança, um beijo
Ou goiabada com queijo?

Afinal, o que faz vc feliz?
Chocolate, paixão, dormir cedo, acordar tarde.
Arroz com feijão, matar a saudade,.
Um aumento, a casa,
O carro que vc sempre quis.
Ou são sonhos que te fazem feliz?

Dormir na rede, matar a sede,
Ler ou viver um romance.
O que faz vc feliz?

Um lápis, uma letra, uma conversa boa,
Um cafuné, café com leite, rir átoa,
Um pássaro, um parque, um chafariz,
Ou será um choro que te faz feliz?

A pausa pra pensar, sentir o vento, esquecer o tempo,
O céu, o sol, um som.
A pessoa ou o lugar.
Agora me diz, o que faz vc feliz?


Publicidade construtiva!

Independente de qualquer opinião sobre qualidade ou livre de qualquer merchandising quero aqui demonstrar minha admiração pelas propagandas da Natura que são sempre muito bem sacadas em seu contexto dentro do universo feminino...adoro essas duas em específico e espero que eles nos brindem com muito mais...sempre da boa propaganda, não apelativa, construtiva!



sexta-feira, 26 de junho de 2009

Estrela Natal!

"Sei dos sonhos perdidos nos olhos da mãe do luar, conheço o amor infinito que deixou por lá, eu também tive um rio que secou, tambem sou guerreiro e sonhador, eu também sei cantar para não gritar de dor." (Sergio Pererê)

Music and He!

Um tributo a pessoa que eu conhecí como Michael Jackson:



sexo no século XXI


Un homme et une femme, Um filme com Bossa!



Vídeo lindíssimo com a Bossa nova cantada em francês, mais um celebração do ano do Brasil na França.
Um filme de Claude Lelouch, Ano 1966.
Com Anouk Aimee e Jean-Louis Trintignant.
canção original de Baden Powell e Vinicius de Moraes em Portugues chamada de Samba da Benção.

Em um festival em Cannes Vinicius descobriu que sua canção "Samba da Bênção" havia sido utilizada, sem os devidos créditos, na trilha sonora do filme "Um Homem e Uma Mulher", do diretor francês Claude Lelouch vencedor do festival. Após uma ameaça de processo, a obra de Lelouch creditou a canção a Vinicius.



who's bad?

O Michael Jackson morreu? antes ele do que eu!
Francamente o cara deixou de ser quem ele era faz mais de uma década....quem vive de passado é museu.
Comparar Michael Jackson a Elvis, John Lenon , Hendrix e Joplin é de muito mal gosto.
O problema de Michael nunca foi sua carreira ou fama como estão veiculando, o problema de Michael era ele mesmo, o cara não se sentia bem com sua identidade, deformou sua face, sua cor.
O cara só fez bizarrices, com crianças alheias e com as próprias.
A imprensa internacional e a mídia vão fazer disso um escarceu, a industria vai vender mais discos do que ele vendeu em 10 anos ou mais.
O circo está armado e ele não vai comparecer, "O Palhaço".
Juro que houve uma época na carreira de Michael em que eu acreditava nele, mas não durou muito mais que um ou dois clipes e ele estava já todo deformado, nú e branco? Pelo amor de Deus e ninguem o processou por racismo?
Não gostava nem desgostava dele, mas desaprovava completamente sua conduta de estrela cadente despigmentada.
Os próprios assessores dele dizem não estarem surpresos com sua morte, para mim como para eles Michael já era um Morto-vivo à la Thriller, que diga-se de passagem foi justamente o Masterpiece que o levou ao auge, ele nunca mais faria tamanho sucesso.
Particularmente acho que Michael fora dos Jackson Five nunca existiu, ou pelo menos não por muito tempo.


quinta-feira, 25 de junho de 2009

A revolução do Irã !

Estão havendo boicotes por parte do governo Iraniano na divulgação da revolução interna no protesto contra o processo eleitoral, Diplomatas estão sendo intimidados e jornalistas impedidos de fazerem o seu trabalho, porém os cyberativistas estão de olho e divulgam ao mundo o máximo de informação possivel através do twitter, facebook,flickr entre outros meios, a ajuda que eles pedem é a divulgação de todo e qualquer material seja video ou foto do que está se passando, antes que o governo consiga neutralizar essas ações através do bloqueio de proxys, então aqui faço a minha parte:

Lady Chatterley by D.H. Laurence

Continua minha incursão na madrugada cult do mundo dos filmes além- indústria e esbarro com esta história sine quoi non, um filme lindo e muito necessário que fala do que acontece com você quando nada está acontecendo.
Lady Chatterley tem um ambiente bucólico e tranquilo, traz uma calma quase melâncólica e um romance sensual porem nada vulgar, é a história dos acontecimentos que culminam em um erro necessário para sua sobrevivência...não há condenação para o que não tem saída!

"Procurei em ti algo que me fazia falta, arriscando-me a que não corresse bem. Penso muito sobre se faço ou não bem em arriscar, dado que posso comprometer uma vida conjugal harmoniosa e gratificante em muitos domínios. Sei que o fiz por vontade de manter alguma juventude e capacidade de transgressão. Ou, quem sabe, por vontade de reaver uma juventude que eu já dava por perdida. Tenho pena de não ter podido dar a adequada sequência ao teu desejo, explícito de um modo tão frontal quanto corajoso; o qual foi uma das coisas que me deu vontade de avançar. Isso e o teu corpo, cheirando às folhas das árvores e a homem, que, pensei, me havia de satisfazer. Não posso deixar de voltar. Porque quero também eu sentir o prazer de que ando arredada e me faz falta." (trecho extraído do blog a face oculta da terra)

Protocolo de Quê?

Não é de quê é de qui...Protocolo de Kyoto! outro dia estava assistindo a um filme em que um garoto usava uma blusa em que estava escrito "Kyoto protocol" e outro lhe pergunta a que se referia e ele respondeu: Deve ser alguma banda nova.

NÃO É....

O Protocolo de Quioto é consequência de uma série de eventos iniciada com a Toronto Conference on the Changing Atmosphere, no Canadá (outubro de 1988), seguida pelo IPCC's First Assessment Report em Sundsvall, Suécia (agosto de 1990) e que culminou com a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança Climática (CQNUMC, ou UNFCCC em inglês) na ECO-92 no Rio de Janeiro, Brasil (junho de 1992). Também reforça seções da CQNUMC.

Constitui-se no protocolo de um tratado internacional com compromissos mais rígidos para a redução da emissão dos gases que provocam o efeito estufa, considerados, de acordo com a maioria das investigações científicas, como causa antropogênicas do aquecimento global.

Discutido e negociado em Quioto no Japão em 1997, foi aberto para assinaturas em 11 de Dezembro de 1997 e ratificado em 15 de março de 1999. Sendo que para este entrar em vigor precisou que 55% dos países, que juntos, produzem 55% das emissões, o ratificassem, assim entrou em vigor em 16 de fevereiro de 2005, depois que a Rússia o ratificou em Novembro de 2004.

Por ele se propõe um calendário pelo qual os países-membros (principalmente os desenvolvidos) têm a obrigação de reduzir a emissão de gases do efeito estufa em, pelo menos, 5,2% em relação aos níveis de 1990 no período entre 2008 e 2012, também chamado de primeiro período de compromisso (para muitos países, como os membros da UE, isso corresponde a 15% abaixo das emissões esperadas para 2008).

As metas de redução não são homogêneas a todos os países, colocando níveis diferenciados para os 38 países que mais emitem gases. Países em franco desenvolvimento (como Brasil, México, Argentina e Índia) não receberam metas de redução, pelo menos momentaneamente.

A redução dessas emissões deverá acontecer em várias atividades econômicas. O protocolo estimula os países signatários a cooperarem entre si, através de algumas ações básicas:

  • Reformar os setores de energia e transportes;
  • Promover o uso de fontes energéticas renováveis;
  • Eliminar mecanismos financeiros e de mercado inapropriados aos fins da Convenção;
  • Limitar as emissões de metano no gerenciamento de resíduos e dos sistemas energéticos;
  • Proteger florestas e outros sumidouros de carbono.

Se o Protocolo de Quioto for implementado com sucesso, estima-se que a temperatura global reduza entre 1,4°C e 5,8°C até 2100, entretanto, isto dependerá muito das negociações pós período 2008/2012, pois há comunidades científicas que afirmam categoricamente que a meta de redução de 5% em relação aos níveis de 1990 é insuficiente para a mitigação do aquecimento global.

fonte wikipedia


ps: vale salientar que durante o governo Bush os EUA se recusaram a ratificar (assinaram mas não ratificaram) o protocolo alegando que atingiria financeiramente o país.....lembrando que são os maiores poluidores do mundo e não fizeram a lição de casa direito, aqui se faz aqui se paga, eles estão com problemas econômicos?

Sincronia!

Eu tenho uma amiga que ao ler esse post vai se reconhecer nele, que desde que nos conhecemos as coisas acontecem conosco de forma muito similar e não adianta nem dizer que é imitação, expiação ou oque quer que seja, pois até morando do outro lado do planeta de vez em quando algumas coisas muito semelhantes nos acontecem, acho isso interessante por demais, além de gostar dela pacas...
e nesse momento de mudança de rumo do blog em que não necessariamente abro mão do que já gostavamos e admiravamos aqui, mas me dou a liberdade de seguir um ritmo próprio com idéias e reflexão sobre as coisas que nos acontecem. Hoje pela manhã abri meu email e ela havia me enviado um texto da Martha Medeiros, Tudo a ver:

Vende-se Tudo
Martha Medeiros

No mural do colégio da minha filha
encontrei um cartaz escrito por uma mãe, avisando que estava vendendo tudo o
que ela tinha em casa, pois a família voltaria a morar nos Estados Unidos.
O cartaz dava o endereço do bazar e o horário de atendimento. Uma outra mãe,
ao meu lado, comentou:
- Que coisa triste ter que vender tudo que se tem.
- Não é não, respondi, já passei por isso e é uma lição de vida.

Morei uma época no Chile e, na hora de voltar ao Brasil, trouxe comigo
apenas umas poucas gravuras, uns livros e uns tapetes.. O resto vendi tudo, e
por tudo entenda-se: fogão, camas, louça, liquidificador, sala de jantar,
aparelho de som, tudo o que compõe uma casa.

Como eu não conhecia muita
gente na cidade, meu marido anunciou o bazar no seu local de trabalho e
esperamos sentados que alguém aparecesse. Sentados no chão. O sofá foi o
primeiro que se foi. Às vezes o interfone tocava às 11 da noite e era alguém
que tinha ouvido comentar que ali estava se vendendo uma estante.
Eu convidava pra subir e em dez minutos negociávamos um belo desconto. Além
disso, eu sempre dava um abridor de vinho ou um saleiro de brinde, e lá se
iam meus móveis e minhas bugigangas. Um troço maluco: estranhos entravam na
minha casa e desfalcavam o meu lar, que a cada dia ficava mais nu, mais sem alma.

No penúltimo dia, ficamos só com o colchão no chão, a geladeira e a tevê. No
último, só com o colchão, que o zelador comprou e, compreensivo, topou
esperar a gente ir embora antes de buscar. Ganhou de brinde os travesseiros..

Guardo esses últimos dias no Chile como o momento da minha vida em que

aprendi a irrelevância de quase tudo o que é material.. Nunca mais me apeguei
a nada que não tivesse valor afetivo. Deixei de lado o zelo excessivo por
coisas que foram feitas apenas para se usar, e não para se amar.


Hoje me desfaço com facilidade de objetos, enquanto que torna-se cada vez
mais difícil me afastar de pessoas que são ou foram importantes, não importa
o tempo que estiveram presentes na minha vida...
Desejo para essa mulher que
está vendendo suas coisas para voltar aos Estados Unidos a mesma emoção que
tive na minha última noite no Chile. Dormimos no mesmo colchão, eu, meu marido e minha filha, que na época tinha
2 anos de idade. As roupas já estavam guardadas nas malas. Fazia muito frio.
Ao acordarmos, uma vizinha simpática nos ofereceu o café da manhã, já que
não tínhamos nem uma xícara em casa.

Fomos embora carregando apenas o que havíamos vivido, levando as emoções
todas: nenhuma recordação foi vendida ou entregue como brinde. Não pagamos
excesso de bagagem e chegamos aqui com outro tipo de leveza.


....
só possuímos na vida o que dela pudermos levar ao partir


É
melhor refletir e começar a trabalhar o DESAPEGO JÁ !

A nova ordem...

as impressões vão chegando e dando nova forma ao Blog, mais uma do Eddie:

Mudança de rumo!

o nosso blog já tem um ano de observação da mídia, da moda, das artes....na verdade marionetes da mídia, da moda, das artes....tô afim de reverter o caminho.
incentivar as pessoas a ter pensamento livre, a criar, botar pra fora como se sentem em relação ao que se passa....a TPM vai passar,mas a idéia vai ficar.
PIED_A_TERRE...o blog para quem tem uma idéia e uma opinião...teu pé no chão!



quarta-feira, 24 de junho de 2009

PLOC - Flash back 80's nr 11

WOW essa música e essa banda são um tudo,Sempre livre era uma banda feminina super descolada nas suas composições:

domingo, 21 de junho de 2009

Nisso pensai!



"tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai". (Coríntios)

sexta-feira, 19 de junho de 2009

da série,Mãe diz cada uma!




Artur: Mãe oque é dormente?
Mãe: é quando a dor mente e finge que não é dor!
Artur: Ahh tá!

Por Anna Gonçalez e Artur Sol

Vem com tudo!



Parodiando o quadro da Regina Casé no Fantástico, na minha opinião oque vem com tudo são os Shorts jeans com as meias de fio grosso acompanhadas de botas de cano curto ou longo e sapatinhos charmosos no mesmo tom da meia ou compatíveis...ou não, se você tem estilo e não tá nem ai para a regra (amo isso)!
Acho que foi a Lillian Pacce quem ressaltou o inverno pouco rigoroso e a necessidade dessa tendência, pois eu provei e aprovei.
Moda é um estar bem consigo mesmo, seja de pijamas, vestidos longos ou curtos (oque fizer a sua cabeça ou oque pedirem as suas pernas), moda é vestir uma roupa e esquecer que ela existe, ela e você se tornam um e enviam a mesma mensagem, estou vestido e dai?
Não é a marca que se veste, mas quem as veste!
A peça vale o quanto ela compõe seu modelito e estilo...não importando real valor!
óbvio que a qualidade está presente nas melhores marcas, mas depois de um certo nível de qualidade é só preço que se paga....como eu já havia dito aqui antes sobre o portfólio da L'oreal que é dona das grandes empresas de cosméticos mundial...há limite no bom senso e o bom gosto principalmente, só não há limite no consumismo e no excesso.
modernize-se mas não se perca de vista! BE WHO YOU ARE!

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Banqueta Bacana!



Design Marcel Wanders

Banqueta em policarbonato. Fabricaçao Kartell - Itália.

DIMENSOES: Diametro 30 cm | Altura 45 cm.

onde encontrar: Desmobília

PLOC - Flash back 80's nr 10

O nosso número 10, a nossa camisa 10, Engenheiros do hawaii:

terça-feira, 16 de junho de 2009

2 posts em 1

Bom, vou começar informando que além das marcas que anteriormente já havia aqui informado que tem produtos em algodão orgânico a Hering também tem uma linha em algodão orgânico, com coisas muito fofas para crianças e básicas para adultos, mas o importante é que já tem, e o melhor que diferentemente dos alimentos e tals, são roupas a preços acessíveis oque penso eu ser o mais correto para o incentivo de uma vida mais saudável tanto para nós quanto para o planeta.


Seguindo nessa linha de sustentabilidade também tenho umas dicas para aquelas meias brancas surradinhas e blusas básicas brancas ou claras que as crianças não costumam perdoar, é o tie die...além de ser uma atitude sustentável do ponto de vista do reaproveitamento de uma roupa que supostamente perdeu seu valor estético, tem também o lado de ser uma atitude ecologicamente correta por não utilizar corantes artificiais pois o nosso tie die é feito de chá preto, isso mesmo Chá preto.



Então vamos lá, prepare em um recipiente o chá (deve ser calculado quantos pacotinhos e qual a intensidade da cor que deseja, podem ser utilizados chá preto ou coloridos, como vermelhos e verdes) com volume em litros necessários a cobrir a peça toda (imersa), mesmo procedimento para as meias, com a diferença de que para o tie die (amarrar e tingir) você terá de exatamente como diz o nome torcer a peça e dar um nó para que ela receba essa matiz manchada e "padronizada" na sua falta de padrão.
Eu particularmente me amarro em fazer e fico maravilhada como sem sair de casa consigo obter peças novas a partir das antigas, tente! é uma aventura :P

AOC - Design associado ao custo/benefício!


Parkour por David Belle!


O Parkour tem origem com um oficial frânces (Georges Hébert) quando viu os nativos sul africanos se movendo de forma ágil e flexível. Hérbert montou uma "corrida de obstáculos"- Parcours du combattant- e mais tarde foi transformada por Belle.

Realmente não é só pular. O parkour é uma compilação de várias artes que resulta em uma nova.

fonte: Obvious


segunda-feira, 15 de junho de 2009

Objectified: um filme sobre Design!

O filme terá sessões na Cinemateca do MAM, no Rio, no dia 18, e no Instituto Tomie Otake, em São Paulo, no dia 19. Além do filme, legendado em português, está previsto um debate com o diretor Gary Hustwit. Mais informações no evento do Facebook. Ah, sim, as duas sessões terão entrada gratuita.
Objectified é a segunda parte de uma trilogia. Helvética foi o primeiro e Gary está trabalhando no terceiro.


Arte infantil!

10 coisas que você precisa saber sobre o desenho do seu filho

Neste momento especial para a criança tem de tudo: diversão, estímulo ao desenvolvimento, criatividade e até autoconhecimento. Veja aqui como enriquecer ainda mais esse momento


Cristiane Rogerio e Marina Vidigal


Arquivo Pessoal

O lápis fica no meio da pequena mãozinha, procurando o equilíbrio. A ponta encosta o papel e - meio reto, meio torto - o risco sai. O autor esboça um sorriso, olha para o adulto, procura cumplicidade no grande feito. Imaginem a emoção que vive a criança em seus primeiros traços. O que você precisa saber para este momento artístico comum a todas as crianças ser ainda melhor.

1 - Expressão e emoção. A criança tem uma intensa elaboração mental enquanto desenha. É comum, enquanto o lápis risca o papel, ouvir as crianças narrando histórias que se passam com os personagens que traçam. É como o que acontece no brincar.

2 - Fases e estilos. Por mais que, no geral, a criança comece pelos rabiscos por prazer e vá mudando o traço até chegar a formas mais "reais", essas fases não são fixas. Ao longo da infância, as crianças podem ir e voltar várias vezes em determinados estilos, fazer um desenho característico de uma fase pela manhã e, à tarde, esboçar um desenho próprio de outra. E é por isso que não é adequado classificarmos os desenhos como "bom" ou "ruim". O desenvolvimento da criança por meio do desenho não tem uma característica linear.

3 - Diferentes materiais. Procure oferecer diferentes suportes e riscadores para seu filho. Papéis de diferentes texturas, cores e tamanhos, como lixa, papelão, papel canson, papel vegetal... Quanto maior a variedade, melhor. Entre os riscadores, varie os tipos de lápis, giz de cera e canetas. Cada material vai proporcionar um desenho diferente e, quanto maior a variedade, maiores as experiências das crianças.

4 - Espaço para desenhar. Tenha em casa um cantinho onde seu filho possa desenhar, vale até ser no chão, caso ele prefira. Um caderno de desenho e um estojo com lápis apontados, gizes de cera e canetinhas devem sempre estar à mão. Se forem pincéis, tintas ou canetinhas, forre um pedaço do chão e deixe a criança à vontade.

5 - Um mundo novo. Desenhar é um reflexo do descobrir. Além de abrir um enorme leque para a expressão e a fantasia, o desenho também contribui para a exploração do real, já que chama a atenção para os seres e objetos e desperta a atenção para formas, texturas, tamanho, cores, volumes e proporções.

6 - Observar e lembrar. É comum as crianças desenharem de acordo com a lembrança que têm dos objetos - e não os observando. Procure ajudar seu filho a despertar para o olhar. Use o cotidiano. Chame a atenção dele para uma janela grande, para as cores da água do mar, até para o desenho no chão com as gotas de água saídas de um regador, por exemplo. Descubram juntos texturas, formatos de folhas e de nuvens...

7 - Pais não são os 'grandes modelos'. Resista ao desejo de mostrar como desenhar. Apesar de desenhar em família ser ótimo, cada um deve ter seu espaço e seu traço.

8 - Crie referências. Visite museus, galeria de artes e onde tiver exposições que possam ser boas referências de arte para a criança, converse sobre o que for visto, o estilo do artista, compare. Livros infantis são também excelente estímulo - talvez o primeiro contato deles com uma obra de arte!

9 - Use fotografias. Para o francês Henri-Cartier Bresson, a maior referência em fotografia no mundo, a foto é um meio de desenhar. Fotografias podem render ótimos exercícios. Em uma exposição, por exemplo, converse com a criança sobre as formas, como pessoas diferem de objetos, os ângulos. Outra atividade bacana é colocar uma folha de papel vegetal por cima de uma foto e, com um lápis, permitir que ela descubra as linhas principais e, quem sabe, a poesia que há nas grandes fotografias de todos os tempos (na internet há milhares de exemplos como sites de grandes fotógrafos ou temáticos).

10 - Não serve como avaliação psicológica. Muita cautela para usar o desenho como uma avaliação de aspectos intelectuais ou emocionais da criança. Chega a ser perigoso dizer, por exemplo, que cores escuras no desenho denunciam crianças deprimidas, por exemplo. Apenas em consultórios de psicólogos, em meio a várias outras ferramentas, eles podem ser usados para avaliação dentro de um contexto mais amplo.


Fontes: Laïs Krücken Pereira, especialista em psicologia de desenvolvimento humano, Ana Paula Martinho, coordenadora da área de artes da escola Estilo de Aprender (SP), psicóloga Mônica Cintrão, Kika Almeida Mendes, tutora de Artes da Educação Infantil da Escola Viva


Revista Crescer

domingo, 14 de junho de 2009

3a geraçao de Dorothy e uma OZ Bizarra !



Fascinada por esta história desde pequena, o famoso sapatinho púrpura brilhante e suas batidas mágicas...Não há lugar como o lar!
Me deparei com este DVD jogado em uma banca de uma locadora famosa, na capa uma trupe Ozística reeditada e bizarramente psicodélica me chamou a atenção...lá estavam eles sem seus corações, mentes e coragem, seguindo DG em um busca pelo que havia acontecido a muitos anos atrás...essa é a história de Tin Man...depois de Dorothy Oz nunca mais foi a mesma!

Experience it!


Tin Man
(Tin Man - A Nova Geração de Oz, no Brasil) foi uma minissérie para a televisão dividida em três partes. A minissérie é um remake da obra original de L. Frank Baum , "O Mágico de Oz". A história é uma ficção científica que distorceu a fantasia, deixando-a mais psicodélica e bizarra. Produzida pela RHI Entertainment e a Sci Fi Pictures Original Films foi exibida entre os dias 2 a 4 de Dezembro de 2007.

De acordo com dados preliminares disponibilizados pela Nielsen Media Research, a primeira noite da minissérie cravou uma média de mais de 6,3 milhões de espectadores. Foi indicado pelo Critics' Choice Awards para concorrer na categoria de melhor filme feito para a televisão, mas perdeu para uma outra atração o Bury My Heart at Wounded Knee.

O DVD foi lançado nos Estados Unidos no dia 11 de março de 2008, já no Brasil o DVD foi lançado no dia 14 de agosto de 2008. Um CD com a trilha sonora original do filme também foi lançada pelo canal Sci-Fi.

Sinopse:

A nova Dorothy (Zooey Deschanel) só atende pelo apelido de DG e nunca sentiu que realmente pertencia a pacata vida de cidade pequena e certo dia um furacão a transporta para o “outro lado”, o mundo de OZ. Ela mal chega nesse novo mundo e já é confundida com uma espiã e aprisionada por pequenas criaturas que moram em casas de árvores gigantes. Lá ela conhece Glitch (Alan Cumming), um homem que teve parte do seu cérebro removido pela feiticeira Azkadellia e embora ele não se lembre de muitas coisas, ele dá indícios que algum dia já foi um grande inventor. DG e Glitch rapidamente se tornam amigos e caem na estrada à procura dos pais dela que também se perderam durante a tempestade. Durante a caminhada, eles encontram Cain (Neal McDonough), um homem que estava aprisionado em uma armadura de lata e obrigado a presenciar durante anos o dia em que sua família foi tirada de seus braços. Aqui, o homem de lata moderno é um ex-policial em busca de vingança e respostas. Completando a turma de viajantes não poderia faltar o leão covarde, Raw que na nova versão possui poderes de cura e a habilidade de “ver” sentimentos.

sábado, 13 de junho de 2009

All Star, a origem de um sucesso!

Hoje, meu filho que desde que está aprendendo inglês me pergunta oque significa cada palavra que lê e ouve em tal lingua, me perguntou oque significa All Star (leu no calçado), eu respondi oque me lembrava no momento, que tina sido um tênis projetado para os jogadores de basquete e que o nome se referia a "todas as estrelas" do time, mandei quase lá, tem alguma coisinha a mais que decidi pesquisar e vou dividir aqui resposta!

All Star

Dizem que quanto mais velho, mais gostoso fica. Surrado, customizado,
com cadarço de cores diferentes. Cada um tem seu próprio jeito de usar ALL STAR,
o tênis que não sai dos pés de muitas gerações. Jovens e adultos, universitários,
roqueiros, profissionais liberais e celebridades, o ALL STAR é sucesso em todas as tribos.
Não é de hoje que famosos exibem seus pares. Companhia para todas as ocasiões há
quem afirme que não vive sem ele.
-
A história
A história de um dos maiores ícones americanos,
e posteriormente mundial, começou
quando Marquis M. Converse fundou a empresa
Converse Rubber Company em 1908, na cidade de Malden,
estado do Massachusetts. Em 1917,
empresa lançou uma linha de calçados esportivos,
ncluindo o tênis feito de lona e sola de borracha que
revolucionou o basquete criando um calçado inovador
para a época, o mundialmente famoso CONVERSE ALL STAR.
No ano seguinte, Charles “Chuck” Taylor, jogador universitário
que logo se tornou profissional, juntou-se a Converse e colocou novas idéias para uma versão do ALL STAR. Ele mudou o desenho da sola para criar mais tração, adicionou uma proteção no calcanhar para melhor apoio e proteção ao tornozelo dos jogadores. Lançado em 1923, o CONVERSE ALL STAR com sua assinatura foi um sucesso instantâneo, sendo o único tênis usado por todos os jogadores de basquete, quer seja profissional ou universitário. O tênis foi o primeiro modelo produzido para o mercado de massa norte-americano. O design básico, o conforto, a durabilidade e funcionalidade foram características que determinaram a escolha do CONVERSE ALL STAR como calçado oficial das forças armadas americanas durante a Segunda Guerra Mundial.
-
-
Até 1955, cerca de 100.000.000 espectadores assistiam aos jogos da NBA e o CONVERSE ALL STAR Chuck Taylor tornara-se o calçado número 1 na América. Na década de 60, Hollywood se encanta e utiliza cada vez mais seus produtos no cinema. A distância entre os mundos do esporte e da moda começa a se apagar. Outras marcas iniciaram o desenvolvimento de calçados com tecnologia mais avançada e em materiais mais adequados ao basquete. A empresa responde a esta demanda agregando cores e materiais como o couro; e lançando em 1966 a versão cano curto (conhecida como Oxford) e em cores variadas. É o começo de uma nova história. O ALL STAR firmou seu espaço nos anos 70, quando ganhou os pés do rock n´roll. O tênis seguiu sua trajetória impulsionada pelo LIFESTYLE. Foi febre nos anos 80, época da moda “vários em um”. O tênis manteve o modelo clássico, mas a sola era ligada com um zíper à parte de cima, dando a possibilidade de 3 ALL STAR em 1. Também foi lançado o modelo original em couro – chamado de All Star 2000 – e que se tornou um sucesso entre os consumidores, vendendo mais de 1.000.000 de pares. Nesta década algumas personalidades entraram para a história como adeptos dos tênis, entre eles o roqueiro Kurt Cobain, do Nirvana, e os integrantes do Ramones, que acabaram arregimentando usuários entre os fãs de suas bandas. A Nike comprou em 2003, por US$ 305 milhões, a Converse, que enfrentava enormes dificuldades financeiras, basicamente pelo valor da marca ALL STAR. Para a Nike, a compra da empresa iria ajudar a ocupar um espaço que a marca ainda não conseguiu tomar: tênis de preço mais baixo. Em 2006, foram vendidos no Brasil mais de três milhões de pares.
-
-
Dados corporativos
● Origem:
Estados Unidos
● Lançamento:
1917
● Criador:
Converse
● Sede mundial:
Malden, Massachusetts
● Proprietário da marca:
Nike Inc.
● Capital aberto:
Não
● CEO: Jack A. Boys
● Faturamento: Não divulgado

● Lucro:
Não divulgado
● Pontos de venda:
20 mil lojas independentes
● Presença global:
144 países
● Presença no Brasil:
Sim
● Funcionários:
300
● Segmento:
Calçados esportivos
● Principais produtos:
Tênis
● Ícones: O próprio tênis
● Slogan:
All Star Stay True.
● Website:
www.converse.com
-
A marca no mundo
A Converse vende os tênis ALL STAR em mais de 20 mil lojas independentes em 144 países ao redor do mundo. A enorme popularidade do modelo faz com que 65% dos americanos tenham pelo menos um par de ALL STAR.
-
Você sabia?
Já foram comercializados mais de um bilhão de pares do Converse All Star Chuck Taylor.
Os modelos clássicos, de lona, com cano baixo, e cores tradicionais, como azul, preto e vermelho são os mais vendidos pela marca.
-
-
As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).

sexta-feira, 12 de junho de 2009

12dejunho! tudo junto!



de braços abertos como o Cristo no meu Rio de Janeiro, meu "Pão de Açucar"!
Algumas coisas estão em nossas vidas pra ficar e uma delas é vc!
Feliz Dia dos namorados!



quarta-feira, 10 de junho de 2009

The art of love making!

Um som ! Cibelle...



A música do clip é do Tom Waits e isso não é um cover é uma intepretação diferente, bem gostosa!

Prévia do dia dos namorados! LANÇAMENTO!




"O beijo" A paixão de Gustav Klimt
Autor : Elizabeth Hickey
editora: editorial presença

Na glamorosa Viena de fin de siécle, a jovem filha de uma família burguesa, Emilie Flöge, conhece aquele que viria a ser o pintor austríaco mais famoso de todo o século XX - Gustav Klimt. A pedido do pai de Emilie, esta torna-se sua protégée, iniciando-se na arte do desenho e no meio criativo e libertino dos estúdios dos artistas. Intensa e tempestuosa, a relação da jovem Emilie com o pintor boémio vai assumindo, com o tempo, as tonalidades de uma paixão inconfessada, mas a que nenhum dos dois consegue opor resistência. Emilie torna-se sua amante, musa inspiradora da sua obra-prima, O Beijo, e seu grande amor. Com uma sensualidade vibrante, a prosa de Hickey transporta-nos para a atmosfera de elegância cosmopolita dos cafés vienenses, da ópera, das tertúlias, de uma comunidade de artistas extraordinária que agita a sociedade de Viena criando novos movimentos na arte. Um romance de estreia admiravelmente bem escrito, fascinante e encantatório como a própria pintura de Klimt.



Botica Novaiorquina no Brasil!



Embalagens simples, nenhuma publicidade, lojas únicas, produtos de altíssima qualidade e vendedores que são verdadeiros representantes. É assim, repleta de características diferenciadas, que Kiehl’s chegou ao país para encantar os brasileiros com seus renomados produtos, que há mais de 150 anos fazem sucesso em diversas partes do mundo. A primeira loja da marca foi inaugurada em novembro de 2008 no Shopping Iguatemi, em São Paulo. Em 2009, a marca conta com mais 100 lojas próprias e mais de 500 pontos de venda em 37 países.

A marca registrada de Kiehl’s são os produtos feitos a partir de ingredientes naturais selecionados e o atendimento personalizado feito pelos Representantes de Clientes Kiehl’s. Para conquistar os brasileiros, Kiehl’s aposta em skincare para rosto e corpo, oferecendo tratamentos head-to-toe (da cabeça aos pés), com foco também em cabelos, com shampoos e condicionadores, além da linha Stylist Series.

A História de Kiehl’s
Kiehl’s foi fundada, pelo americano John Kiehl, como um boticário do velho mundo, em Nova York, em 1851. No início do século 20, a farmácia Kiehl’s oferecia remédios homeopáticos à base de ervas, óleos essenciais e os primeiros produtos da marca. Hoje, Kiehl’s propõe tratamentos para a pele e cabelos de toda a família, incluindo homens, mulheres e bebês, formulados a partir de tecnologia de ponta e de ingredientes naturais.

Desde sua criação, a marca contribui para melhorar a qualidade de vida da comunidade em que está inserida. De tão engajada nesta filosofia, Kiehl’s adotou este pensamento como sua missão e há mais de 30 anos apoia causas humanitárias como a luta contra a Aids, ajuda à infância, educação e meio ambiente.

Compromisso com o Atendimento ao Cliente
Kiehl’s é conhecida não só pelos seus produtos, mas também pelo excelente atendimento que os clientes encontram nas lojas. Para manter sempre este padrão, a marca conta com os “Representantes de Clientes Kiehl’s” (KCRs - sigla em inglês), que assim são chamados pois sua prioridade é representar os clientes Kiehl’s.

Embalagens simples para produtos renomados
Enquanto muitas marcas apostam na criação de atraentes embalagens, Kiehl’s trabalha com uma estratégia inversa. A marca prefere investir no desenvolvimento de produtos e na seleção dos melhores ingredientes e na pesquisa, a desenvolver embalagens mais atraentes. Apesar de simples, as embalagens são funcionais e explicativas e esta simplicidade é outra da herança da marca.

A confiança dos clientes é “a alma do negócio”
Kiehl’s tem uma visão bastante diferenciada quando o assunto é propaganda. A marca baseia-se em uma política de “não propaganda” e acredita que a sua promoção se dá através do boca-a-boca dos seus clientes e da política de “try before you buy” (experimente antes de comprar).

Quando um cliente vai até a loja, o Representante, enquanto o atende, escolhe as amostras que serão oferecidas com base nos produtos que são de interesse do consumidor. Se surgir uma dúvida sobre qual produto levar, o KCR propõe que o cliente experimente os produtos antes de decidir o que comprar. “Essa política de experimentação ajuda a fidelizar o cliente, que cria uma relação durável e de confiança com a marca, deixando de ser um simples consumidor para ser um “Kiehl’s Lover”, avaliou Vivian Huet, Gerente Kiehl’s no Brasil.

Graças a esta relação de confiança, Kiehl’s construiu uma base leal de fãs no mundo inteiro, e ganhou verdadeiros embaixadores como Brad Pitt, Madonna e Sarah Jessica Parker.

Valores Kiehl’s está comprometida em manter os padrões iniciados pela família fundadora e que foram adotados e preservados ao longo dos anos. As filosofias fundamentais, padrões de produtos e valores centrais que sempre distinguiram a Kiehl’s permanecem inalterados: Serviço, Respeito, Ciência, Qualidade, Educação e Doação. E o mercado brasileiro já tem a oportunidade de comprovar tudo isso bem de perto e se encantar com toda filosofia que rege a marca há mais de 150 anos.

Dados corporativos

● Origem: Estados Unidos
● Fundação:
1851
● Fundador: John Kiehl
● Sede mundial:
New York City, New York
● Proprietário da marca:
L’Óreal Group
● Capital aberto: Não (subsidiária)
● Chairman: Sir Lindsay Owen-Jones (L’Óreal)
● Presidente:
Chris Salgardo
● Faturamento: US$ 1 bilhão (estimado)
● Lucro: Não divulgado
● Lojas: 60
● Presença global: 30 países
● Presença no Brasil:
Sim (1 loja)
● Funcionários:
1.000
● Segmento: Cosméticos
● Principais produtos:
Cremes, xampus, sabonetes, tônicos, loções
● Ícones: Sua loja âncora em Nova York e o conceito “experimente antes de comprar”
● Website: www.kiehls.com
-
A marca no mundo
A KIEHL’S possui 60 lojas próprias espalhadas em 30 países, a grande maioria, 24 unidades localizadas nos Estados Unidos. Seus produtos também são vendidos em luxuosas e chiques lojas de departamentos dos Estados Unidos e países europeus. Atualmente sua linha é composta por mais de 200 produtos para o rosto, corpo, cabelo, além de uma linha específica para crianças e outra para esportistas. Todos os produtos são produzidos em uma fábrica localizada em Hackensack, New Jersey, e continuam sendo feitos a mão.
-
Você sabia?
A marca está, também, envolta em lendas: a fragrância Original Musk Eau de Toilette, dizem ter sido criada por um príncipe Russo em 1920, que guardou a sua fórmula no sótão da farmácia KIEHL’S, sob a insígnia “Love Oil”.


Fonte: L'oreal

L'oreal e seu portfólio!

Por vezes damos a mais alta importancia a um determinado produto por seu preço e nome no mercado, porém algumas marcas fazem parte de um mesmo portfólio e apenas mudam em sua proposta e público alvo, creio valer a pena saber quem são esses grupos e quais produtos podemos substituir por outros não tão caros sem perder em qualidade o produto!





A marca L'Oréal chegou ao Brasil nos anos 30, com produtos para coloração dos cabelos. Hoje, além dos salões de cabeleireiros, nossos produtos são encontrados em todos os canais de distribuição varejista, de supermercados a perfumarias, de farmácias a lojas de departamentos.

O Brasil é um importante mercado para a L'Oréal e várias das principais marcas do Grupo estão presentes no país. A diversidade do nosso portfolio, onde cada marca tem o seu estilo e apelo individual — Lancôme e L'Oréal Paris promovem o estilo de vida à francesa enquanto Giorgio Armani tem sotaque italiano, e Colorama Maybelline e Redken 5th Avenue destacam o way of life americano — atende uma grande variedade de consumidores em busca de beleza e bem—estar. Eles podem estar certos de que por trás de uma coloração profissional, ou da sofisticação dos nossos perfumes de luxo, houve uma produção minuciosamente estruturada envolvendo tecnologia, expertise, qualidade e dedicação.
O Grupo L'Oréal está sempre em busca do que há de melhor no mercado para oferecer aos seus milhões de consumidores espalhados em mais de 130 países. Em uma prova de seu compromisso, a L'Oréal ampliou sua atuação no mercado seletivo ao anunciar, em julho de 2008, a aquisição do Grupo Yves Saint Laurent Beauté, composto pelas marcas Yves Saint Laurent, Roger&Gallet, Ermenegildo Zegna, Boucheron e Oscar de la Renta.

Desde janeiro de 2009, o mercado brasileiro de cosméticos de luxo ficou mais sofisticado com a integração destas marcas ao portfólio da L'Oréal Brasil, que assim, aumenta sua participação neste segmento.

A Divisão de Produtos de Luxo da L'Oréal abriga marcas internacionalmente reconhecidas por unirem inovação tecnológica e qualidade à sofisticação e glamour. A distribuição é realizada de forma seletiva nas melhores lojas e perfumarias do país, além dos estandes das marcas.

Marcas de prestígio como Lancôme, Helena Rubinstein e Biotherm primam pela alta performance e qualidade de seus produtos, contando com linhas específicas para tratamento facial e corporal, maquiagem e perfumes.

A Divisão também conta com algumas das marcas de perfumes mais conhecidas e aplaudidas mundialmente, como Ralph Lauren, Giorgio Armani, Cacharel, Paloma Picasso e Guy Laroche.


A Divisão de Produtos de Grande Público dedica–se em oferecer aos consumidores inovação e alta tecnologia em produtos de beleza, apresentando marcas internacionalmente reconhecidas a preços competitivos. Para isto, apoiada por um forte investimento científico e tecnológico, a Divisão conta com uma estratégia global que, aliada ao conhecimento local, cuida das necessidades de mulheres e homens de todas as idades.

As três marcas da Divisão – L'Oréal Paris, Garnier e Colorama Maybelline New York – oferecem produtos para todos os segmentos da cosmética: tratamento capilar, coloração, tratamento de pele e maquiagem. Elas podem ser encontradas em todo o país em supermercados, farmácias, shopping centers e lojas de departamento exclusivas.

Seguindo a idéia de "porque você vale muito," L'Oréal Paris é a marca premium do mercado de grande público, oferecendo aos consumidores o luxo acessível através dos mais diversos produtos de beleza.

Garnier é a marca n° 1 na Europa para produtos naturais de beleza, mas já conquistou as consumidoras brasileiras com produtos que proporcionam uma natural sensação de frescor e bem–estar.

Colorama, a marca de esmaltes mais conhecida no Brasil, se associou com Maybelline New York, a marca n° 1 nos EUA, para oferecer à mulher brasileira produtos acessíveis com alta performance, originando Colorama Maybelline New York. Inspiradas no Brasil e em Nova York, suas cores traduzem as últimas tendências, sempre com espírito jovem e moderno. Para a marca, a beleza é multi–étnica, sexy e audaciosa.

O Departamento Cosmética Ativa da L'Oréal desenvolve produtos classificados como dermocosméticos, ou seja, associam a força e eficácia de medicamentos à textura e apresentação física de cosméticos. Resultantes de extensas pesquisas farmacêuticas e dermatológicas e contendo água termal de fontes francesas como um de seus ingredientes ativos, as marcas Vichy e La Roche–Posay são recomendadas para todo tipo de pele, até a mais sensível. Seus produtos, indicados por dermatologistas e farmacêuticos treinados, estão disponíveis exclusivamente em farmácias selecionadas.

Produtos específicos para cabelos
Vendidos exclusivamente em salões de beleza


A Divisão de Produtos Profissionais é constituída de três diferentes marcas: L'Oréal Professionnel, Kérastase e Redken. Todas oferecem aos cabeleireiros não apenas produtos de tratamento e styling fabricados segundo as mais avançadas técnicas, mas também as ferramentas para ajudá–los a desenvolver e melhorar o seu negócio. Neste sentido, promovem workshops, seminários de gerenciamento Coiffeur Manager e cursos de aprimoramento profissional como Chaves da Cor, Tratamento Expert e Look & Learn.

Os produtos de coloração profissionais são desenvolvidos para uso exclusivo nos salões. Os de tratamento e styling dirigem–se também à consumidora final, para serem aplicados em casa, desde que adquiridos nos salões.

A Divisão Produtos Profissionais da L'Oréal lidera o mercado brasileiro de tratamento capilar. A cada ano, reforça esta posição através do lançamento constante de produtos de alta qualidade.


veja oque se encaixa melhor a sua necessidade e ao seu bolso.
Fonte:Loreal