Chega de ser macaco de auditório!

Chega de ser macaco de auditório!

domingo, 7 de dezembro de 2008

"Os motivos do natal em imagens!"


















Cristianismo e Consumismo!

Paz na Terra aos homens de boa vontade! HoHoHo !!!

Esse ano decidi não entrar na historieta do comércio de que temos que comprar um trilhão e trocentos mil presentes...
Comecei o meu natal doando os brinquedos daqui de casa que as crianças não brincam mais, pensei que essa doação é NATAL!
Fiquei tão entretida com a doação que esquecí de tudo mais que tinha de fazer neste dia, desmarquei a manicure, suspendí a praia e fui fazer isso...separar brinquedos, jogar fora os quebraditos, é bem verdade que o coração bate mais forte por alguns que lembram a infância do 1o filhote, esses eu mantive!
Mas só eu sei a felicidade que sinto não em dar mas em doar, dar seria comprar brinquedos novos como ví alguns pais fazendo (ok também é válido),mas doar é sempre dar algo de sí, aqueles brinquedos tem um valor sentimental, as primeiras babas, quem deu qual e tudo mais que envolve um brinquedo, até o desprendimento da criança.
A Clara por exemplo quando viu que eu ia doar a magali vestida de vaca pulou em cima de mim e a pediu de volta (ela não curte bonecas) nunca brincou com essa direito, mas nessa hora pediu, eu respeitei!
Quando ela me viu colocando todos os brinquedos na caixa da doação ela disse: toma Mãe!
Eu perguntei:Quer que eu leve pra casa?
ela disse:NÃO!
posso doar? PODE!
e saiu correndo em direção aos amiguinhos da escola sem olhar pra trás...
Clara já sabe doar! doar é mais que dividir... doar é lindo.
A Clara tem uma percepção da necessidade alheia fantástica, ela me lembra um pouco a mim quando era desta idade,sempre que ela vê um mendigo na rua ela diz: Mãe, olha um pobre!
Eu logicamente chamo a atenção dela para a expressão e o respeito a pessoa que não tem oportunidade de ter uma casa.
certo dia ela e o Artur elaboraram um plano de convidarmos um mendigo pra morar conosco, ele dormiria na sala já que a sala é grande...
Hummmmmm sei!
não dá filho(a), eu e o pai nos entre olhamos e naquele dia conversamos na cama (eu e meu marido) sobre aquele momento, dificil não?
como não ensinar o cinismo?
como explicar que moramos em um apartamento que vários cômodos ficam vazios enquanto dormimos quando existem pessoas que não tem aonde dormir ?
bom, a resposta para os adultos é simples, para as crianças mais ainda, mas assim como é muito simples é também muito pura e não há pureza suficiente em nenhum de nós (nem em nós nem no mendigo) para que isso se torne possível.
Gostaria que o natal fosse não necessariamente dar seu teto ao mendigo,mas dar um pouco mais de você aos outros!

Feliz Natal!


Um comentário:

Andre Bressan disse...

Como comentar...

Perfeito.

Bjs.